Como evitar taxas alfandegárias?

Home » Como evitar taxas alfandegárias? » Dicas » Como evitar taxas alfandegárias?
Algumas informações contidas neste artigo podem estar desactualizadas, devido a sua antiguidade. Procure mais informações nos nossos artigos mais recentes. Obrigado.

 

O pagamento de taxas alfandegárias é muitas vezes um obstáculo preponderante em comprar-se fora da UE. Devido a isso, sempre que se realiza uma encomenda existe a dúvida do possível pagamento de taxas ou não.

 

Quando não se paga qualquer taxa, fica-se satisfeito e a probabilidade de voltar a fazer outra encomenda na mesma loja online é grande, na esperança que não se pague qualquer taxa. Mas por vezes nessa segunda encomenda são paga taxas. Isto é apenas um exemplo das diversas situações que ocorrem e fazem levantar a questão, se é ou não possível evitar taxas alfandegárias.

 

Este artigo vai apresentar algumas dicas de como evitar pagar taxas alfandegárias, mas deve-se ter bem em mente: que nenhuma das situações aqui apresentadas, são 100% eficaz e/ou resultem em todas as encomendas realizadas fora da União Europeia. Saiba mais sobre o funcionamento da alfândega, aqui…

 

Método de enviou

A escolha na forma de enviar uma encomenda pode ser relevante para o possível pagamento de taxas ou o valor da taxa a pagar na alfândega. Ao solicitar o enviou da sua encomenda por transportadoras privadas, a probabilidade da encomenda ser analisada na alfândega é quase de 100%, sendo até do interesse das transportadoras que isso ocorra para poderem ganhar mais dinheiro com taxas de armazenamento. Se solicitar o enviou por correio normal (se vier dos EUA designado por “USPS”), existe uma probabilidade mais reduzida fase as transportadoras, da encomenda ser analisada na alfândega ou pelo menos o valor total a pagar na alfândega será menor devido a não existir valores exorbitantes das taxas de armazenamento. Pode saber mais sobre os métodos de enviou, aqui…

 

Valor da encomenda

Normalmente quanto mais alto for o valor da encomenda, maior a probabilidade da mesma ficar retida na alfândega. Por norma, valores superiores a 25€ (se vier descrito claramente que foi uma compra on-line) ou superiores a 45€ (se não vier descrito que foi compra on-line), a encomenda ficara sujeita ao pagamento de taxas. Relembramos que solicitar a declaração de valores inferiores ao que foi pago, numa tentativa de não pagar taxas, apesar de poder vir a resultar, está a incorrer em fraude e pode ficar sujeito a coimas.

 

Sem factura

Se uma encomenda ao chegar alfândega tiver valores descriminados é quase certo que ficara retida e terão de ser pagas taxas. A forma de evitar essa situação e de reduzir a possibilidade da encomenda ficar retida na alfandega, são:

– Solicitar ao comerciante que a encomenda seja enviada sem factura;

– Em muitas lojas on-line, esta disponível a opção de enviou como presente (“Send Gift”). Visto que a encomenda é enviada como fosse um presente, não irá com valores comerciais descriminados, o que reduz a probabilidade de ficar retida na alfândega ou o valor da taxa a pagar;

– Semelhante ao enviou como presente é solicitar que a encomenda seja enviada como “Repair”, o que indicara que o produto veio de uma reparação e não se trata de uma compra. Também pode ser solicitado o enviou como “Sample”, o que indica que o produto é apenas para avaliação e que não se trata de uma compra.

Apesar de ser uma forma de enviou que pode resultar, actualmente não é a mais recomendada.

 

Volume da encomenda

Se a encomenda é de um grande volume a probabilidade de a mesma ficar retida na alfândega é grande. Mas caso a encomenda tiver um volume reduzido ou pequeno, essa probabilidade de ficar retida é menor. Poderá tentar dividir os produtos desejados em várias remessas, a desvantagem é ter de pagar vários portes de enviou, mas poderá compensar.

 

Relembramos, mesmo que utilize algum destes métodos para evitar pagar taxas alfandegárias, não é garantia que resultem em todas as encomendas que realizar. Mas se seguir algumas destas dicas, sempre que possível, poderá aumentar a probabilidade das suas encomendas ficarem livre de pagamento de taxas ou pelo o menos a redução do seu valor.

 

Estas sugestões não são garantias do não pagamento de valores alfandegários.  Uma coisa é certa, se comprar dentro da UE, não vai pagar qualquer taxa.

635 Comentários
  1. Maria Falé 17 de Maio de 2018 at 14:34

    Boa tarde

    fiz uma compra online e encontra-se nesta situação:
    “processo de desalfandegamento iniciados” é inferior a 22€ o que poderei fazer para saber se terei de pagar taxas ou não??
    obrogada

    • Guia das Lojas Online 17 de Maio de 2018 at 16:02

      Neste momento, não poderá fazer mais nada, se não esperar por mais informações.
      Qualquer encomenda, independentemente do valor, esta sujeita analise alfandegaria, não sendo isso indicativo de vir a pagar-se algo ou não.

  2. Mariana Gomes 23 de Abril de 2018 at 15:56

    Vivo na Ilha da Madeira , já fiz uma encomenda de uma loja chinesa ( ROMWE) de 50 € que vem por uma transportadora e não pagamos portes , e não ficou preso , mas agora tenho medo de voltar a mandar , será que pode ficar preso, apesar da outra vez nao ter ficado ?

    • Guia das Lojas Online 23 de Abril de 2018 at 18:47

      Sim, pode. Cada encomenda é única, o que acontece com uma, pode não acontecer com outra exactamente igual. Tudo depende de como é feita analise da mesma.

  3. victoria 22 de Abril de 2018 at 17:34

    boa tarde,
    se mandar vir roupa online de lojas dentro da UE terei também problemas com a alfandega?
    Obrigada

    • Guia das Lojas Online 23 de Abril de 2018 at 18:46

      Se for de lojas dentro da UE, não terá qualquer problema.

  4. Rfmj 18 de Abril de 2018 at 17:19

    Ola boa tarde tenho uma encomenda na alfândega e está retida pois não aceitam o transporte como grátis e com isso calculando o peso da mesma atribuiram um valor a pagar pela mesma e não consigo arranjar um documento que prove estar pago.

    • Guia das Lojas Online 23 de Abril de 2018 at 18:37

      Sem nenhuma prova, será difícil alterar os valores atribuídos na alfandega. Tente falar como o vendedor a solicitar um comprovativo dos valores pagos.

Deixe um Comentário